06/11/2013

#81. INSPIRAÇÃO . NICE AND CLEAN

O post de hoje vem a propósito de duas situações completamente distintas: por um lado, vem na continuidade do post anterior e do amor que eu tenho por madeira. Por outro lado, é uma forma de eu "lavar a vista", depois de andar a navegar em vários sites de imobiliárias e constatar as casas pavorosas que existem para alugar! Juro-vos, fiquei tão triste e tão desmoralizada por ver as casas que as pessoas se dignam a mostrar... eu nem sei se é por falta de sensibilidade ou se acham mesmo que estão bem, mas por amor de deus... o que são aquelas fotografias?!! O que são aquelas decorações??? Há mesmo alguém que veja aquilo e pense a"Aqui vou ser feliz?!" .... Hmmmm... acho seriamente que não! 

Depois destes sustos sucessivos, pus-me a pensar como seria a casa onde eu sentisse mesmo "em casa". Para dizer a verdade, sou do mais básica que há... para ser feliz, preciso apenas de um pavimento de madeira (de preferência pinho, ou carvalho, em tábuas compridas), paredes brancas... e se não for pedir muito, tectos altos. E pronto.. é só isto! Nada é mais perfeito que a combinação entre a madeira e uma superfície branca!

De facto, para mim, não há nada como um apartamento minimalista, com linhas racionais e poucos artificialismos. Gosto de portas sem aduelas, que vão do pavimento ao tecto. Não gosto de rodapés, nem de roda-tectos - prefiro mil vezes uma alheta discreta, que numas escadas até pode ser iluminada. Gosto de vãos gigantes ou então o oposto - pequenos vãos que mostram exclusivamente aquilo que se pretende evidenciar.... adoro caixilhos em madeira (têm tão mais classe que os de alumínio ou PVC). Gosto quando as geometrias dos espaços podem ser definidas por "paredes amovíveis" que tanto podem criar espaços grandes como pequenos. Gosto quando a própria arquitectura define alguns elementos decorativos, como por exemplo estantes embutidas em paredes.

Eu sei que isto tudo que acabei de descrever é provavelmente um defeito de profissão (ou de formação) e que, para muitos, tudo isto não passa de meros clichés da arquitectura... Mas, muito por culpa da "formatação" que nos fazem desde o 1º ano do curso, não consigo mesmo gostar de outra "estética" que não esta. Não me venham cá com Zaha Hadids... não há nada que bata a classe, a simplicidade e a honestidade destes espaços:

3 comentários :

  1. Adoro o conjunto de branco e madeira :)

    Santi

    ResponderEliminar
  2. Virtudes de profissão e de formação! :) beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Sim... nem sei bem se são defeitos.. ou virtudes!! :)

    ResponderEliminar